JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS

JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS
DE OLHO NO RADAR

domingo, 31 de julho de 2016

SANTA AMÉLIA: VANDALISMO COM ARAME DE CERCA EM PROPRIEDADE RURAL.

















 Estou no lugar do meu amigo Wlamir Wagner Wada, que alimenta esse blog, por determinação da Justiça Eleitoral, está desicompatibilizado da função de \jornalista, para concorrer ao cargo de vereador. Essa matéria vai assinada por mim Oscar Vilson Rodrigues, colaborador do blog. O caso em questão é que o morador Joaquim Padilha, teve sua cerca na zona rural em seu sítio cortada segundo ele por lima, estive lá e constatei pegadas de animal e até pegadas de um calçado de numero 39. Joaquim quer justiça, nem tanto pela cerca mas pelo vandalismo que vem sendo praticado contra sua propriedade. "Espero que as autoridades devidamente constituídas, tomem providências a respeito, seja policia ou Ministério Publico, afirmou Joaquim ".Conforme fotos mais de 800 metros de cerca foram cortadas, causando desconforto, medo sem contar prejuízos e mão de obra desnecessária, Joaquim Padilha é morador na cidade a muito anos e tem sua propriedade como exemplo de conservação e preservação do meio ambiente. Joaquim não quis se pronunciar a respeito da suspeita que tem. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR, como sempre esse é o bordão do China.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

DESINCOMPATIBILIZAÇÃO.



COMO O BLOG É UM BLOG DE INFORMAÇÃO POLITICA, A LEI NÃO PERMITE QUE EU CONTINUE POSTANDO NO MESMO, POIS SEREI PRÉ-CANDIDATO À VEREADOR PELO PTN(19). AGRADEÇO AOS LEITORES, PROMETENDO VOLTAR APÓS O PLEITO. MAS AS INFORMAÇÕES IRÃO CONTINUAR, QUE SERÁ POSTADA POR UMA PESSOA AINDA A SER DEFINIDA, SEM CONOTAÇÃO POLÍTICA. OBRIGADO FIQUEM COM DEUS

SANTA AMÉLIA: FORÇA VERDE NA PREFEITURA.

TERRA ONDE SUPOSTAMENTE O EMPRESÁRIO CLAYTON TAJI, DRENOU O  LEITO DO RIBEIRÃO.

Após atender a uma DENUNCIA, a Força Verde e seus agentes voltaram na cidade, dessa vez para ouvir as outras partes. Os agentes(Soldados), estiveram hoje na prefeitura conversando com o prefeito Jarbas Carnelossi. Em contato com o órgão obtive a informação de que dados estão sendo levantados, e os soldados da Força Verde, estão no aguardo de documentos, para poder agir conforme a Lei Ambiental. Parabéns aos soldados que pela segunda vez estiveram aqui na cidade e estão empenhados em que se aplique a Lei esperamos que a lei valha para todos e se existirem culpados que paguem pelos seus erros. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

SANTA AMÉLIA: FORÇA VERDE ESTEVE NA CIDADE.





Esteve na cidade hoje a Força Verde, a pedido de alguns DENUNCIANTES, eu como imprensa os acompanhei até onde SUPOSTAMENTE, haveria irregularidades, em conversa com os soldados, os mesmos chegaram a um consenso de que iriam conversar com o empresário Clayton Taji e com o prefeito da cidade e se fosse o caso eles mesmos fariam um BO, contra as possíveis irregularidades. Porém deixaram claro que caso seja analisado por eles e comprovado crime ambiental, serão enquadrados, nos rigores da lei. Parabéns aos soldados preparados da Força Verde, que não mediram esforços em vir até a nossa cidade conferir as denúncias feitas aqui no blog. Um claro sinal de que é preciso conscientização sobre o ecossistema, o ar que respiramos, a água que bebemos etc. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR

NOTA DE FALECIMENTO.



É com imensa tristeza que comunico através do blog o falecimento nessa quase manhã de segunda-feira de Leonildo de Castro aos 72 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos. Lió, como é conhecido estava adoentado fazia anos e hoje infelizmente foi para um lugar merecido, pois aqui na terra deixou um legado exemplar, com filhos, netos, e sua esposa Daines. Lió foi meu vizinho desde quando adquiri essa casa à cerca de 30 anos mais ou menos, sempre alegre, educado e amigo dos amigos. É muito difícil para mim, comunicar isso, mas só o faço porque ele tem amigos em várias cidades que as vezes não sabem da perda. Lió meu compadre, amigo, pai e companheiro pode ter certeza que sua ausência, para mim e para minha família será sentida eternamente, nós te amamos muito. Vai meu Pai, vai com a força que sempre teve aqui na terra, um dia nos encontraremos seja qual plano estivermos. Que Deus nos conforte e conforte toda a família enlutada.  

domingo, 26 de junho de 2016

DENUNCIAS.



Várias DENUNCIAS, foram enviadas para o Blog sobre corte ILEGAL de árvores NATIVAS e em beira de córregos. Supostamente o empresário Clayton Taji , arou terra à beira de um córrego próximo ao cemitério, estive lá e constatei isso, inclusive com a máquina no local se é legal ou ilegal, o veredito será dado pela FORÇA VERDE, apenas fui conferir a DENUNCIA. Outra DENUNCIA, foi constatada por mim com fotos no fim da Rua Sebastião de Paula Pacheco, também as margens de um córrego e segundo o denunciante enterraram algumas arvores de origem nativa. Também houve corte de árvores no Campo de Futebol, documentadas pelo ex- prefeito Francisco Severino Leal. Aos leitores quero esclarecer que em relação ao empresário e o desmatamento da Rua Sebastião de Paula Pacheco, apenas fui conferir DENUNCIAS, feitas por pessoas interessadas no assunto e como Imprensa não poderíamos ficar de braços cruzados. Tenho todas as fotos se a FORÇA VERDE e o IAP, assim o desejar. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR E NOS DESMATAMENTOS.

terça-feira, 21 de junho de 2016

COAÇÃO, CONSTRANGIMENTOS, AMEÇAS, ESSA PRESSÃO VEM SENDO FEITA POR PREFEITOS.









Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990


Art. 1ºSão inelegíveis:

II –……..



l) os que, servidores públicos, estatutários ou não, dos órgãos ou entidades da administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e dos Territórios, inclusive das fundações mantidas pelo Poder Público, não se afastarem até 3 (três) meses anteriores ao pleito, garantido o direito à percepção dos seus vencimentos integrais;

CRISE PREOCUPA.



Redução da renda das famílias e aumento do desemprego acendem luz amarela para a saúde suplementar, afirma IESS

Boletim do Instituto aponta que a crise econômica está afetando diretamente o total de beneficiários há mais de 12 meses
 
São Paulo, 21 de junho de 2016 – A recessão econômica no Brasil está impactando diretamente a contratação de planos de saúde. De acordo com o Boletim “Conjuntura Saúde Suplementar”, produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar, a retração do Produto Interno Bruto (PIB) e da renda das famílias e o aumento na taxa desocupação são os principais fatores econômicos influenciando negativamente o setor de saúde suplementar. O resultado é uma redução de 2,7% no total de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares nos 12 meses encerrados em março deste ano. O boletim pode ser lido na íntegra em www.iess.org.br

O superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro, explica que há uma relação direta entre a taxa de desocupação, aferida pela PNAD, do IBGE, e a redução do total de beneficiários de planos coletivos. “A deterioração do mercado de trabalho impacta diretamente na contratação de planos coletivos, especialmente nos coletivos empresariais”, afirma. “Entre o primeiro trimestre de 2016 e o mesmo período do ano anterior, o total de beneficiários desse plano recuou 2,7% enquanto a população ocupada diminuiu 1,5%”, completa. Carneiro destaca, ainda, que os dois indicadores passaram a apresentar uma queda acentuada no mesmo mês, março de 2014. Os planos coletivos empresariais são aqueles pagos total ou parcialmente pela empresa contratante como um benefício para o funcionário e são comumente utilizados como benefício para a retenção de talentos na empresa, assim, de acordo com o executivo, é natural que o total de beneficiários desse tipo de planos diminuam com a redução do total de pessoas empregadas.

Contudo, o boletim também aponta que, nos 12 meses encerrados em março deste ano, houve redução de 2,3% no total de beneficiários de planos de saúde individuais ou familiares. Nesse caso, é a retração da renda das pessoas ocupadas, que caiu 3,1% no período analisado, o que impacta diretamente o total de beneficiários. “Com as famílias ganhando menos e o medo crescente de perderem o emprego, além de ter que cortar os custos de planos de saúde para pagar, por exemplo, a conta do mercado, aquelas famílias que planejavam adquirir um plano de saúde, estão adiando seus planos até que a economia volte a melhorar”, analisa Carneiro. “O cenário preocupa não só aos gestores do setor de saúde suplementar, mas como um todo. Já que os planos de saúde são o terceiro maior desejo dos brasileiros, atrás apenas da educação de da casa própria, o fato das famílias estarem optando por deixar de contar com o benefício ou adiar seus planos para tê-lo, reforça a necessidade de se combater a crise econômica instalada hoje.”

Sobre o IESS
O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma organização sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

Mais informações 
Letra Certa Estratégia e Tática em Comunicação
Raphael Ferrari – rferrari@letracerta.com
(11)2361-1859
(11)97680-2324

Jander Ramon - jramon@letracerta.com
(11) 3812-6956
(11) 98205-2738

sábado, 18 de junho de 2016

SANTA AMÉLIA: JOSÉ CARLOS BERTACHI E ELIANA B. BERTACHI. CONSEGUEM FORMAR MAIS UM PROFISSIONAL DE SAÚDE (MÉDICA)















MEUS AFILHADOS CARLINHOS BERTACHI E ADRIANA




Muitas pessoas estavam presentes ontem ao evento de colação de grau de Bruna Bertachi, agora doutora Bruna. Após o evento que foi muito lindo, estivemos em um hall onde só a família Bertachi, Baptistone e mais uma vez um Wada só kkkkkk.....Mas fiquei muito emocionado pois vimos a Bruna crescer junto com a Elis minha filha e mais feliz ainda pela bravura e perseverança dos pais José Carlos Bertachi e Eliana Baptistone Bertachi que formaram 2 filhos médicos. Que Deus abençoe essa família. Obs: O salão ficou lotado devido aos cabecinhas de maranguape..kkkkkkkkkkkkkkkk

quarta-feira, 15 de junho de 2016

MUNDO: ATÉ NA MAÇONARIA TEM DEGOLA.



Impeachment na maçonaria

O líder máximo dos maçons entrega à biblioteca livros com os segredos da organização e pode ser afastado, algo inédito

SEGREDOS REVELADOS
Marcos José da Silva, o grãomestre:
traição ao juramento
 
O sigilo que cerca os rituais, códigos e tradições são a marca da maçonaria que, ao longo dos séculos, protegeu com um manto de silêncio as particularidades do seu universo. Recentemente, uma pessoa resolveu quebrar essa regra, justamente a autoridade máxima do Grande Oriente do Brasil (GOB) – a maior associação maçônica e mais antiga no País –, o soberano grão-mestre-geral da Ordem, Marcos José da Silva. Ele, simplesmente, registrou na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, 21 livros secretos que explicam os ritos misteriosos da irmandade. A iniciativa acarretou uma reação à altura: pela primeira vez, um presidente da instituição poderá sofrer impeachment. Para se ter uma ideia da gravidade da situação, o GOB foi fundado no Brasil em 1822, tem 60 mil membros e nunca antes na história da maçonaria algo similar havia acontecido.
A assembleia que decide o destino e possível punição de Silva está marcada para o sábado 18, no Templo Nobre do GOB, em Brasília. Mas a briga já começou. O grão-mestre-geral recorreu ao Supremo Tribunal Federal Maçônico (STFM) – as instituições maçônicas reproduzem em quase tudo a sociedade civil – e conseguiu liminar para retirar o assunto da pauta. Porém, os 600 maçons que estiverem presentes à assembleia podem deliberar o contrário e manter a votação para abertura do processo de impeachment. O delito cometido por Silva está previsto em dois artigos do código penal maçônico: o 73, inciso XIV, condena quem “facilitar ao profano (não maçom) o conhecimento de símbolo, ritual, cerimônia ou de qualquer ato reservado a Maçom” e o artigo 74, inciso I, pune a traição ao juramento maçônico no qual figura o sigilo.
Mas por que justamente o grão-mestre teria ferido um dos princípios básicos da organização? Há algumas versões. Os defensores de Silva sustentam que ele registrou os livros secretos para evitar que outra pessoa com interesses escusos o fizesse. Seria uma iniciativa para proteger a associação de oportunistas no futuro. Os maçons favoráveis ao afastamento de Silva, por sua vez, veem má-fé e cobiça, pois agora ele figura como organizador das obras que revelam os segredos maçônicos. Isso, na prática, lhe confere os direitos autorais sobre a mesma. Ou seja, ele passou a ter direito a comissão de 5% sobre o preço de capa de eventuais livros baseados no conteúdo registrado por ele. Essa tese é reforçada pelo raciocínio de que Silva poderia ter feito o registro em nome do GOB e não no dele próprio. Os livros secretos não estão disponíveis para qualquer um manuseá-los. Mas, além de alguém poder reivindicar na Justiça o direito de vê-los, os funcionários da Biblioteca Nacional já têm acesso ao material. Não há mais sigilo.