JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS

JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS
DE OLHO NO RADAR

BEM VINDOS

SEJAM BEM VINDOS, AO BLOG DO JORNALISTA WLAMIR(CHINA) DO JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS, ONDE SUA PARTICIPAÇÃO É DE GRANDE IMPORTÂNCIA, SEJA UM SEGUIDOR DO BLOG.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Plano Nacional de Saneamento Básico prevê investimento de R$ 508 bilhões




O Plano Nacional de Saneamento Básico vai investir em abastecimento de água potável, coleta e tratamento de esgoto e lixo e ações de drenagem
Noventa e seis municípios paranaenses são beneficiados pelo Plano Nacional de Saneamento Básico (PNSB). Segundo dados do Ministério das Cidades, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 1 e 2), no Paraná são 278 intervenções para as modalidades de saneamento básico, assim como estudos e projetos. O valor do investimento do Programa no estado até o momento é de R$ 3,9 bilhões, sendo R$ 1,1 bilhão do Orçamento Geral da União (OGU), R$ 2,4 bilhões de financiamento e R$ 400 milhões de contrapartida.
O PNSB prevê investimento de R$ 508,5 bilhões, para obras de abastecimento de água potável, coleta e tratamento de esgoto e lixo e ações de drenagem, entre 2014 e 2030. O documento possibilita o planejamento com visão futura, para desenvolver ações nos próximos 20 anos. O decreto que institui o Grupo de Trabalho Interinstitucional de Acompanhamento da Implementação do Plano Nacional de Saneamento Básico (GTI-PNSB), que para acompanhar o monitoramento, a avaliação, a implementação e a revisão do Plano Nacional de Saneamento Básico, foi assinado pela presidente Dilma Rousseff na semana passada.
A presidente afirmou que o saneamento é vida e representa desenvolvimento humano. “No Brasil, o governo federal não investia em saneamento. O que estou falando é água tratada, é esgoto sanitário com tratamento e oferta, é política de resíduos sólidos e também de drenagem”,ressaltou a presidente.

Opinião: Tomara que o poder executivo resolva o mais breve possível o problema do lixão, dentre outros. O IPTU, já está sendo pago, inclusive até os atrasados. Na minha opinião o poder Executivo tem que oferecer qualidade de vida aos munícipes, eu acredito que isso deva ocorrer, mas para cobrar alguma coisa tem que oferecer também. Estamos esperando a verdadeira mudança no modo de pensar em administração publica. Sabemos de fonte quente que o prefeito tem dinheiro em caixa, e deve ser aplicado nos próximos meses, talvez em asfalto que também é necessário. No programa a Hora da Lenha falávamos diariamente que quem pegasse a prefeitura iria ter muitas dificuldades e não está sendo diferente. O prefeito e sua equipe estão empenhados em mudar essa situação, porém é preciso saber pisar em ovos. Entendeu o recado???.

ECONOMIA: Juros mais altos – Como fica para endividados e investidores?

Juros mais altos – Como fica para endividados e investidores?

Duas notícias recentes relacionadas aos juros são assustadoras para que está endividado ou precisará fazer empréstimos ou parcelamentos. Na última reunião de 2013, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central divulgou a sexta elevação consecutiva da taxa básica de juros (Selic) da economia em 0,50 ponto porcentual, voltando ao patamar de dois dias, à 10% ao ano.

Além disso, o Banco Central divulgou nesta quinta-feira (28) que os juros bancários médios dos empréstimos para pessoas físicas aumentaram 1,1 ponto percentual em outubro deste ano, para 38,3% ao ano – com a alta da Selic a expectativa é que aumente ainda mais nos próximos meses.

Assim, para que tem dívidas chegou a hora de acender o sinal de alerta, parar para ver o quanto de juros está pagando. Pode ter certeza que a falta de preocupação com os juros poderá ocasionar sérios problemas com as dívidas e inadimplência no futuro, pois, é isso que ocasiona a bola de neve que acaba com as finanças faz famílias.

É primordial combater esse problema, alerto que é preciso descobrir a causa deste endividamento, a maior parte do endividamento das famílias brasileiras é gerado por desequilíbrio financeiro, ou seja, gastar mais do que se ganha. É preciso reestruturar o orçamento financeiro ou assumir o controle financeiro.

O pagamento de juros deve ser evitado e para isso é preciso criar o hábito e costume de poupar antes de gastar, quando entramos no endividamento mesmo que com taxas de juros menores, gastamos mais dinheiro e certamente com isto deixamos de realizar outros desejos e necessidades. É preciso construir uma nova cultura com relação à administração de nosso dinheiro e para isso temos que aprender a evitar os impulsos e apelos do marketing publicitário e do crédito fácil, mesmo com a queda do juros que é um grande incentivador do consumo. Cuidado para não comprar aquilo que não sonha, com o dinheiro que não tem, para impressionar pessoas que muitas vezes nem conhecemos.

Já para quem não está endividado, mas quer entrar em uma linha de parcelamento, empréstimo ou financiamento é o momento de pensar melhor antes de cair nesse rumo, já que o aumento da taxa de juros deixa esses mais caros, forçando o consumidor a comprar menos e, com isso, evitando uma pressão inflacionária. As compras desenfreadas que as pessoas estão expostas atualmente tendem a reduzir.

Aplicações tendem a render mais

Por outro lado, a taxa de Juros tem reflexo direto na poupança, sendo uma ótima notícia para quem tem essa aplicação, com o aumento da rentabilidade. O que ocorre é que, desde 2012, o governo atrelou as aplicações feitas, de 4 de maio de 2012 em diante, na poupança aos juros básicos da economia, rendendo 70% da aplicação, mais a Taxa Referencial, quando a taxa básica estiver igual ou abaixo de 8,5% ao ano.

Isso faz com que esta aplicação continue a ser interessante se comparada aos rendimentos de outros fundos de renda fixa, já que na poupança pode-se sacar o dinheiro a qualquer momento e não se cobra taxa de administração e nem Imposto de Renda (IR).

Outro reflexo da elevação da taxa de juros é o aumento do rendimento das demais aplicações de renda fixa, quando essas estão atreladas aos juros, como é o caso dos CDBs pós-fixados, fundos DI e Letras Financeiras do Tesouro, vendidas via Tesouro Direto.

Mas, a pergunta que muitos me fazem é se isso significa que devemos direcionar todos nossos recursos a essa aplicação. Não, na verdade chegou o momento de uma análise aprofundada para quem for aplicar, definindo claramente os objetivos, e direcionando o dinheiro. Em uma primeira análise posso afirmar que para investimentos de curto prazo é interessante colocar seu dinheiro nesta modalidade.

Reinaldo Domingos, educador financeiro, presidente da DSOP Educação Financeira e Editora DSOP, autor dos livros Terapia Financeira, Eu Mereço Ter Dinheiro, Livre-se das Dívidas, Ter Dinheiro Não Tem Segredo, das coleções infantis O Menino do Dinheiro e O Menino e o Dinheiro, além da coleção didática de educação financeira para o Ensino Básico, adotada em diversas escolas do país, Apostila de educação financeira para o ensino EJA e Jovem Aprendiz.


FONTE: Jornalista: Paulo Fabrício Ucelli
Editora DSOP.

Prazo para receber suplementação de recursos para creches termina nesse sábado (30)

MDS suplementa em 50% os valores do Fundeb para cada criança beneficiária do Bolsa Família, com idade até 48 meses, matriculada. Recursos podem ser usados para viabilizar custeios com a educação infantil, bem como em despesas com alimentação e cuidados pessoais
Brasília, 26 – As prefeituras de todo o país têm até sábado (30) para solicitar suplementação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para as crianças beneficiárias do Bolsa Família, de 0 a 48 meses, matriculadas em creches da rede pública ou conveniada. Em 2013, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) disponibiliza R$ 500 milhões para esta ação que faz parte do Brasil Carinhoso.

Até o momento, mais de 2,9 mil gestões municipais informaram as matrículas no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec), do Ministério da Educação (MEC). Os valores da suplementação podem ser usados para viabilizar os custeios com a educação infantil previstos no Fundeb, bem como em despesas com alimentação e cuidados pessoais dos pequenos. Os repasses são anuais e devem ser investidos nas creches.

Para fazer o cadastro, o prefeito deve preencher o número de alunos do Bolsa Família no Simec. “É muito importante que, após o preenchimento, o gestor envie os dados para análise do MEC”, lembra o gerente de projetos do MDS, Rafael Mafra. Após o cadastro, o MEC faz a análise da solicitação, comparando as informações com as do Censo Escolar do ano passado, para que os valores sejam liberados.
Veja aqui a situação de cada município
Em 2012, R$ 209 milhões foram repassados para atender a mais de 378 mil crianças do Bolsa Família que estudam em 22.838 creches de todo o país. Mafra destaca que o objetivo é reforçar a oferta de vagas em educação infantil para as famílias de baixa renda. “Os investimentos incentivam os gestores a ampliar o número de vagas em creches para as crianças beneficiárias do Bolsa Família.”

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

TA NA NET: EX-VEREADOR DE SANTA AMÉLIA FAZ PROTESTO.



Claudecir Vanzela, da cidade de Santa Amélia, usou método nada convencional para protestar contra a cooperativa em que é associado. Ele saiu de sua cidade natal na manhã desta terça-feira (12) e se acorrentou na porta da unidade da cooperativa Sicredi Paranapanema PR/SP, e munido de um cartaz que diz estar sendo enganado pela cooperativa.
A cena pitoresca chamou a atenção de populares e ganhou as redes sociais.
Claudecir Vanzela cobrava da cooperativa o depósito de R$ 32mil referente a uma carta de crédito que ele quitou a alguns meses. O que ele não sabia é que em qualquer consórcio existe regras de contemplação. O presidente da Cooperativa, Claudinei Angelin, falou com o Circulandoaqui na manhã desta terça-feira, depois de tomar conhecimento do caso de Vanzela. Agenlin explicou que realmente o associado quitou as parcelas do consócio, porém ele não teria sido contemplado em seu grupo. Pelas regras do consórcio o contemplado só tem direito a requerer a carta de crédito em caso de contemplação por lance previamente anunciado na agência reguladora de consórcio ou por sorteio. No caso de Vanzela, ele simplesmente quitou os débitos. Neste caso sua cota não fora contemplada.
Assim que soube da gafe, Claudecir Vanzela se desculpou formalmente com o Presidente e com os colaboradores da UA de Santa Amélia e Cambará.
NOTA OFICIAL – SICREDI PARANAPANEMA PR/SP
Referente à reclamação do associado Claudecir Vanzela, a Sicredi Paranapanema PR/SP informa que preza pelo bom relacionamento com os cooperados e segue todas as regras que constam no Regulamento Geral de Consórcios - Bens Móveis e Leis Normativas de Consórcios do Banco Central do Brasil.
A cooperativa de crédito apresentou os devidos esclarecimentos sobre todas as dúvidas do Sr. Claudecir Vanzela no que diz respeito ao produto consórcio, fazendo com que ele pudesse entender corretamente as formas de contemplação. O associado ficou satisfeito com as informações apresentadas e, inclusive, se retratou pelo ocorrido.
Colocamo-nos a disposição para esclarecimentos.
SICREDI PARANAPANEMA PR/SP

FONTE:

C.Roberto Francisquini 


OPINIÃO: Na minha visão o ex- vereador e cooperado da Sicred, não exagerou em nada, apenas cobrou o que lhe é de direito. Parabéns pela coragem. Lembrando que a matéria acima foi escrita por C. Roberto Francisquini.

Máquinas do governo federal vão chegar a 367 municípios do Paraná‏



Objetivo agora é ir incluindo gradativamente os municípios maiores.
Londrina sediou neste sábado, 09/11 pela manhã, a entrega de 40 motoniveladoras oriundas do governo federal destinadas a municípios do Norte Pioneiro, Vale do Ribeira, Vale do Ivaí e Vale do Iguaçu. Esta é sétima etapa da entregas das máquinas no Estado e todos os 367 municípios com até 50 mil habitantes já têm sua retroescavadeira e estão recebendo as motoniveladoras e os caminhões com caçamba.
A próxima etapa, destacou o vice-presidente da Câmara, deputado André Vargas, é fazer com que estes equipamentos cheguem às cidades maiores. “Agora o sonho é que possamos atender os muitos com mais de 50 mil habitantes. O próprio prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, reivindicou e esse é o próximo passo que queremos dar junto à presidenta Dilma. Já conversamos com a ministra Gleisi para ir incluindo gradativamente os municípios maiores. O conjunto de máquinas custa em torno de R$ 2 milhões, como o governo fez uma compra única, pagou em torno de R$ 1 ,1 milhão nas três máquinas que estão chegando aos municípios sem qualquer custo.”, afirmou Vargas.
O deputado destaca que cerca de R$ 5 bilhões serão gastos pelo governo federal para aquisição das 8.268 máquinas que vão chegar a todos os municípios brasileiros com até 50 mil habitantes desta etapa. Segundo ela, a entrega dessas máquinas representa muito para os municípios menores, que têm uma malha grande de estradas rurais e muitas vezes não têm equipamentos para manter essas estradas e essa manutenção não é barata. “Os municípios com até 50 mil habitantes representam 90% da malha rural do Estado. Essas máquinas vão beneficiar 151 mil pessoas e 30 mil agricultores familiares”, enfatizou.
A ministra destaca ainda que as máquinas fazem diferença no escoamento da produção, no ir e vir das pessoas e na educação, para o transporte escolar das crianças, e na indústria brasileira, já que é ela quem está produzindo os equipamentos e, assim, mantém o nível de emprego, fazendo que a economia continue estabilizada e crescendo.
O prefeito de Tomazina e presidente de Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (Amunorpi), Guilherme Cury, destacou que o dia era de alegria. “Essas máquinas nos auxiliam na luta diária para manter as estradas, que é uma grande demanda dos pequenos municípios”, afirmou.
Cury aproveitou a oportunidade para solicitar um novo curso de medicina para o município de Santo Antônio da Platina. Muitos municípios da região estão pleiteando esse curso e a ministra Gleisi afirmou que o curso está sim previsto para o Norte Pioneiro. O deputado André Vargas pediu aos prefeitos da região que a disputa seja feita “a frio” para que a conquista não seja inviabilizada.
Além dos prefeitos que receberam as máquinas, prefeitos da região, lideranças locais, participaram o secretário nacional de Agricultura Familiar, Valter Biachini, representando o ministro Pepe Vargas (MDA), o delegado do MDA no Paraná, Reni Denardi, o presidente do Incra no Paraná, Nilton Menezes, os deputados federais Alex Canziani e Zeca Dirceu, os deputados estaduais, José Lemos e Tercílio Turini, o ex-governador Orlando Pessuti e o presidente da sociedade rural, Octávio Cesário Pereira Neto.


SANTA AMÉLIA FOI CONTEMPLADA PELO GOVERNO FEDERAL.

BANDEIRANTES = CURSO MEDICINA = COMISSÃO AVALIAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR‏




Nunca visto na história local e, em momento ímpar de união das forças políticas e de toda a sociedade organizada bandeirantense, na véspera de completar 79 anos, o Município recebeu no dia 13 de novembro, a comissão de inspeção da Universidade Federal do Paraná, para avaliar in-loco, as condições da infraestrutura de Bandeirantes, visando receber a extensão de um campi da UFPR e a implantação do curso de medicina.
Composta pela Doutora Ida Cristina Gubert, Doutor Roberto Ratzke e pelo Doutor Rogério Mulinari, que é vice-reitor da Universidade mais antiga do Brasil, os membros foram recepcionados pelo Prefeito Celso Silva, 1ª dama Liane Silva, vice Romeu Furlan e equipe da Prefeitura, juntamente com todos os vereadores, presidente da associação comercial - ACIAB, presidente da colônia japonesa - ACEB, presidente do conselho municipal da agricultura, presidente do sindicato rural, provedora e direção da santa casa de misericórdia e equipe, diretor do hospital são lucas, presidente conselho municipal de saúde, presidente da sub-seção da OAB, ex-prefeitos, presidente do rotary, presidente do lions clube, presidente do conselho de segurança, direção da fundação faculdades Luiz Meneghel, presidente do conselho dos pastores evangélicos, reitor do santuário santa terezinha do menino Jesus e sagrada face, reitor do santuário são miguel arcanjo e demais autoridades eclesiásticas e militares, juízas do poder judiciário, promotoria pública, demais lideranças de diversos segmentos e autoridades local e da região, dezenas de profissionais de saúde, imprensa regional, juntamente com os Prefeitos dos Municípios de Andirá, Santa Amélia, Itambaracá, Abatiá, Santa Mariana e de Congonhinhas que é presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde - CISNOP que é composta por 21 cidades, que vieram pessoalmente afirmar e hipotecar o apoio ao Município de Bandeirantes para receber o curso de medicina da UFPR.


terça-feira, 5 de novembro de 2013

SAÚDE, DISCO ENROSCADO DE ALGUNS POLÍTICOS.



A saúde no Brasil,  Estados e Municípios enfrentam problemas, falar mal da saúde é chover no molhado, por mais que se faça os recursos são precários. As autoridades devidamente constituídas deveriam apontar SOLUÇÕES, pois criticar é normal. Nos noticiários vemos todos os dias pacientes sem atendimento, pacientes em macas, falta de medicamento dentre outros problemas. Estou citando isso porque a saúde de Santa Amélia, caminha com dificuldade, mas está caminhando, quando o prefeito atual assumiu, não existia nenhum convênio com as cidades que possuem maiores condições. A regional que hoje atende o município  a prefeitura está em dia com os pagamentos, o prefeito e a secretária de saúde,  empenharam-se  bastante para retomar o convênio. Só nessa gestão foram feitas várias cirurgias, exames e pequenas cirurgias. A estratégia saúde da família (ESF), vem atendendo dentro do possível os moradores. Tem autoridade brincando com coisa séria, basta comparar como estava a saúde no passado e como está hoje. A cidade tem problemas com o hospital, que infelizmente ainda não conseguiu a certidão federal para angariar recursos e tem problemas sérios financeiros a serem resolvidos, mas está caminhando. Tem autoridade que está pensando em eleição para 2016 esquecendo que ainda faltam 3 anos e meio para o pleito. É preciso trabalhar pelo povo carente da nossa cidade. Tem que apontar SOLUÇÕES, tacar a pedra é fácil. E a continuar nessa POLITICAGEM sem medida, quem está tacando pedra hoje pode levar pedrada nas urnas amanhã. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR. 

Matéria Jornalista Habilitado: Wlamir Wagner Wada MTB 9302.