JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS

JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS
DE OLHO NO RADAR

BEM VINDOS

SEJAM BEM VINDOS, AO BLOG DO JORNALISTA WLAMIR(CHINA) DO JORNAL CADERNO DE NOTÍCIAS, ONDE SUA PARTICIPAÇÃO É DE GRANDE IMPORTÂNCIA, SEJA UM SEGUIDOR DO BLOG.

terça-feira, 26 de abril de 2016

GOLPE DO DPVAT

Doze pessoas foram presas nesta terça-feira (26) durante a “Operação Ressurreição”, deflagrada para desarticular uma quadrilha suspeita de aplicar golpes para obter o seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) e driblar o rodízio de empresas funerárias em Curitiba. 

Entre os presos estão donos de funerárias, motoristas do Instituto Médico Legal (IML) e empresários. 

As pessoas detidas serão indiciadas pelos crimes de associação criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, estelionato e falsidade ideológica. 

Além deles, um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Colombo, um advogado e um gerente de banco foram alvos de mandados de condução coercitiva – quando a pessoa é levada para depor na delegacia. 

Em 14 mandados de busca e apreensão, além de vasta documentação, foram apreendidas cinco armas e mais R$ 4,8 mil. Entre os suspeitos há dois agentes funerários – um deles está foragido e o outro foi preso em flagrante porque uma arma foi encontrada em seu poder durante o mandado de busca. 

A investigação foi conduzida pelo Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) e a operação aconteceu em Curitiba, Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, Piraquara e Ponta Grossa, contando com a atuação de 60 policiais. 

“Alguns dos suspeitos são funcionários públicos e deveriam zelar pela administração pública. Casos esses servidores sejam concursados, a Secretaria da Segurança Pública vai abrir um procedimento administrativo que pode resultar até na expulsão do servidor. Nossa gestão não vai compactuar com desvios de conduta”, afirmou o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita. 

CRIMES – Os investigados passavam o dia, e especialmente a madrugada, atrás de corpos de vítimas de acidentes de trânsito ou morte natural. Para isso, corrompiam motoristas do IML para que eles fornecessem informações privilegiadas e em tempo real dos óbitos ocorridos na Capital, Região Metropolitana e em Ponta Grossa. 

Para cada “corpo”, a quadrilha oferecia R$ 700 aos motoristas do IML. Dos quatro funcionários do Instituto investigados, pelo menos dois deles usam aparelhos celulares em nome dos suspeitos, e pagos por eles, uma forma de facilitar o repasse das informações. 

De acordo com a polícia, os dados privilegiados chegavam até a quadrilha também através de socorristas do Siate, sendo que, por ora, na investigação, não há indícios de que estes socorristas receberam dinheiro da quadrilha. 

De posse das informações sobre o morto, os integrantes da quadrilha faziam contato com os familiares para obter deles procurações para dar entrada no seguro DPVAT, cujo valor pode chegar até R$ 13,5 mil. Uma pequena parte deste dinheiro era repassada às famílias dos mortos e o restante ficava com a organização criminosa. A alegação era de que o restante era gasto nas despesas do enterro. 

Nos casos de mortes naturais, após serem informados pelos motoristas envolvidos, integrantes da quadrilha ligavam para o IML se passando por parentes da vítima e cancelando o atendimento do Instituto. A quadrilha, então, acionava um médico da UPA de Colombo para atestar o óbito e direcionar o serviço funerário para as empresas ligadas ao esquema. A polícia investiga se o médico, que foi conduzido coercitivamente, era conivente com os criminosos ou se foi uma vítima desta quadrilha. 

“Os investigados utilizam todo tipo de artimanha para enganar parentes das vítimas, se aproveitando, obviamente, do momento de fragilidade que estas se encontram. Nos casos de morte natural, inúmeras são as conversas onde eles se passam por policiais militares e também por servidores do IML, visando direcionar o sepultamento para funerárias 'parceiras', onde eles ganham uma comissão, fraudando documentos para essa finalidade”, explicou o delegado do Nurce, Renato Bastos Figueroa. 

Um dos documentos falsificados foi um Boletim de Ocorrência no qual um dos suspeitos tentou fraudar a morte do próprio pai. O suspeito chegou a fazer um Boletim de Ocorrência em 25 de fevereiro de 2015, comunicando a morte do pai, vítima de atropelamento. Para a surpresa dos investigadores, o “morto” apareceu em uma das conversas interceptadas, autorizadas pela Justiça. 

Em outra conversa interceptada com autorização judicial, outro integrante da quadrilha se passa por um oficial do Exército para tentar aplicar o golpe. Ele liga para um familiar de um dos soldados que morreu num grave acidente em 19 de janeiro de 2016, na PR-412, em Coroados, próximo à entrada de Guaratuba, no Litoral do Paraná. O golpe não foi consumado porque um oficial do Exército chegou ao IML e a quadrilha desistiu. 

“Há meses, a Polícia Civil investigava essa quadrilha, que fraudava documentos e enganava familiares dos mortos em um momento extremamente difícil, em razão da perda de um familiar, e acabava auferindo lucros enormes. Agora, os envolvidos estão presos, vários mandados foram cumpridos e o inquérito deverá ser concluído no prazo legal”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis. 

INVESTIGAÇÃO – O trabalho da polícia começou em julho de 2015, após representantes do IML comunicarem irregularidades na liberação dos corpos de duas pessoas. Em um dos casos, os registros sobre o óbito de uma mulher teriam desaparecido do Instituto, sendo ela enterrada no município da Lapa, através do esquema montado pela quadrilha. 

“Após um mapeamento interno dessas irregularidades por parte da direção do IML e da Polícia Científica, a denúncia foi entregue à Polícia Civil, que fez todas as diligências necessárias”, explicou o diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Hemerson Bertassoni Alves. 

Outro caso envolve um homem declarado morto pelo próprio filho, que foi induzido pelos golpistas. O crime não se consumou porque a seguradora desconfiou das informações repassadas. 

De acordo com as investigações, os mentores do esquema criminoso contavam com a ajuda dos motoristas do IML, donos de um despachante e de funerárias que funcionavam na Região Metropolitana de Curitiba. 

A polícia investiga o suposto envolvimento de um médico da UPA de Colombo, que atestou o óbito de algumas pessoas, de um advogado e de um funcionário de um banco que repassava informações de contas bancárias de terceiros. Os três foram conduzidos coercitivamente para prestar depoimento. 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: 
http:///www.facebook.com/governopr  ewww.pr.gov.br

quarta-feira, 20 de abril de 2016

PARANÁ: TEVE DEPUTADOS QUE VOTARAM CONTRA A DILMA E RECEBERAM VÁRIOS BENEFÍCIOS DO GOVERNO FEDERAL CUSPIRAM NO PRATO QUE COMERAM.



O deputado mais votado em Santa Amélia votou contra a presidenta Dilma, ele foi apoiado pelo Jarbas, que aliás o PV votou contra a Dilma em peso. O resultado disso; CUNHA PRESIDENTE.
Veja a matéria: Ministério da Integração Nacional

Assessoria de Comunicação Social

Governo federal autoriza repasse de R$ 2,7 milhões para Rio Azul, no Paraná

Recursos da Defesa Civil Nacional serão destinados à recuperação de danos causados por chuvas
 intensas
Brasília-DF, 20/4/2016 - O Ministério da Integração Nacional (MI), por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), autorizou o empenho e a transferência de R$ 2.709.391,96 para o município de Rio Azul, no Paraná. Os recursos são destinados à execução de obras para recuperação de danos causados por chuvas intensas.
Aportaria 98 da Sedec está na edição desta quarta-feira (20) do Diário Oficial da União.

Cuspiu no prato que comeu.

domingo, 10 de abril de 2016

SANTA AMÉLIA: SUICÍDIO

RICARDO APARECIDO REIS.
BO NÚMERO: 2016 387878

Após solicitação via telefone, da senhora Denise Dal Santo, de que seu convivente Ricardo Aparecido Reis, filho do senhor Antony Angelo, conhecido carinhosamente  por Neguinho. Estava nos fundos da residência, com uma corda no pescoço, pendurado em uma arvore AJOELHADO, já sem vida. A polícia deslocou até o local, onde constataram o fato, pois o corpo já estava com a temperatura fria, e sem sinal de vida, foi então acionado o plantão da segunda companhia da PM de Bandeirantes, com o agente de plantão. Este acionou o IML de Jacarezinho. Coincidência ou não, ao retornarem na viatura 7360, foi encontrado pelo soldado Martins, o vidro dianteiro da porta quebrado, com vidros da viatura, não sendo possível identificar o autor ou os autores, pois não haviam pessoas no local.  Falei com o policial Élcio responsável pela Cia. de Santa Amélia, disse que havia uma carta dizendo: Que amava muito a sua companheira Denise, a suposta carta estava ao lado do corpo.

Obs: Meu amigo neguinho e família que Deus os conforte pela perda irreparável de seu filho. Deus há de lhe dar forças à você e família. 

quinta-feira, 7 de abril de 2016

SANTA AMÉLIA: QUADRO POLÍTICO



Os candidatos que com dupla filiação, poderá entrar com recurso no cartório eleitoral e aguardar o posicionamento da juíza, isso dentro de uns 15 dias assim que sair a lista oficial. Em conversa com o chefe do cartório senhor Renato, o mesmo disse que provavelmente a juíza deverá chamar a pessoa, para que a mesma escolha o seu partido DEVERÁ, dependerá muito da quantidade de dupla filiação. Mas falando em política aqui na nossa cidade, temos vários pré-candidatos. Vanderlei (PDT), podendo coligar com PEN isso é quase dado como certo e permanece a dúvida do PSB(Valmir), PSDB(Fabrício), digo isso porque esses partidos aguardam até julho para a decisão final. Dr. Dema, que noticiei aqui no blog como inelegível, faço a correção agora. Pode também ser um pré-candidato caso haja um entendimento na esfera jurídica, aliás isso já deveria ter sido postado anteriormente que existe uma possibilidade do Dr. Dema ser também um pré candidato. Tenho que falar do atual prefeito que diz para uns que não é candidato à reeleição, porém não acredito, penso que ele é candidato sim e se não for deverá indicar alguém do seu grupo. O nobre companheiro Francisco (Chiquinho) também é um pré-candidato já definido. Outro pré candidato seria uma indicação do ex-prefeito Roderjan, se o mesmo não sair irá indicar alguém e há quem diga, que essa oposição toda pode juntar-se para tentar fortalecer os grupos e talvez até ganhar o pleito em outubro. Então o negócio é esperar para ver os próximos capítulos desse desenrolar político. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR.

terça-feira, 5 de abril de 2016

POSTAGEM DE EX-PREFEITO, TEM ACUSÃO SÉRIA DO PRESIDENTE DA CÂMARA.


Essa postagem está no face do companheiro Francisco Severino Leal ex- prefeito.

ola AMIGAS e AMIGOS de SANTA AMELIA veja só o meu amigo Wlamir Wada tem mais forca politica no municipio mais que o presidente da Câmara e prefeito aqui veja só: em SANTA AMELIA tinha um policial chamado por Cristiano um policial de linha dura e gostava das coisa certa, veja só o Presidente da camará de vereadores me disse que essa bagunça que esta virando novamente em SANTA AMELIA e por causa do china (Wlamir Wada) que ficou falando da atitude do policial pela cidade ate ...que o comandante recolhesse o policial para o pelotão só quero disser a todo o povo que o meu amigo e presidente da Câmara municipal ta muito mal informado,o amigo Wlamir Wada não e comandante militar, e não tem poder para tirar um policial que esta a serviço do estado no municipio,e nem o prefeito tem esse poder tambem,somente pode tirar um policial do municipio onde esta trabalhando somente comandante qdo necessita do trabalho do policial em outro municipio,que santa amelia precisa novamente do trabalho do policial Cristiano isso precisa mesmo, ele tava pondo ordem na cidade

Meu nome foi citado pelo presidente da camara Socó, que perdeu a oportunidade de ficar calado. Se eu tivesse todo esse poder que ele diz que tenho, confesso que não sei da onde ele me tornou um super mam, Socó o mando político acabou faz tempo. Lembrando não sou vereador, não sou prefeito e muito menos presidente da câmara, que aliás deveria estar cumprindo com seu papel e não ficar falando asneiras para o senhor Francisco (Chiquinho), conforme texto acima. O senhor socó foi tão infeliz que desrespeitou a polícia, insinuando que a mesma tem dono ou seja eu. Respeito demais todos os policiais, o comandante o Coronel Busnello e é o que deveria fazer o senhor socó. Como disse com propriedade o Chiquinho, ninguém manda em polícia, seu patrão é o Governador e seu comandante é o Coronel Busnello, quem sou eu para mandar em alguma coisa. Se o soldado não está aqui em Santa Amélia, deve haver alguma explicação que o senhor socó, deveria perguntar ao Capitão Busnello e não ficar me caluniando dizendo mentiras. Nunca em tempo algum me referi ao soldado citado com denuncias, abaixo assinado etc....O que eu tenho que falar não fico falando igual zé janela não, falei na rádio que aprovava totalmente as constantes batidas etc...porém existia um pouco de excesso na abordagem policial, está gravado senhor Socó, o senhor como amigo político dos sócios da rádio pode solicitar a gravação sobre o que eu falei da policia. Como diz um ex- aliado politico não sou nada, como iria ter tanto poder para isso. Já encaminhei a postagem do Chiquinho até as mãos do Coronel Busnello, você pensou que me atingiu com isso, mas está redondamente enganado, você em outras palavras volto a repetir disse que a polícia é pau mandado, ao se referir que eu tenha pedido a cabeça do policial. O senhor está totalmente fora da casinha meu ex-aliado, tome rumo e se não tem o que falar CALE A BOCA. ESTAMOS DE OLHO NO RADAR.